Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

COMUNICAR E ENVOLVER - Oficina de comunicação livre e global

As notícias. os factos e as opiniões, nacionais e internacionais, nas mais diversas áreas, com gestão de António Veríssimo. Para se sentir sempre informado.

COMUNICAR E ENVOLVER - Oficina de comunicação livre e global

As notícias. os factos e as opiniões, nacionais e internacionais, nas mais diversas áreas, com gestão de António Veríssimo. Para se sentir sempre informado.

19
Jul18

Com Paulo Sena e Paulo Manata Fixe. Poesia e pintura no “Caldeirão do Chapeleiro” em Portomar

antónio veríssimo

A poesia de Paulo Sena vai ser apresentada, dia 28 de Julho, pelas 20h30, no “Caldeirão do Chapeleiro”, bar-restaurante em Portomar, através do livro “Lê-me…”, editado já em 2018 e com segunda edição. Com cerca de 1.000 exemplares vendidos em pouco mais de um ano prepara já um novo trabalho dedicado à poesia.

Na apresentação em Portomar será acompanhado musicalmente pelo seu filho Gonçalo Carvalho (Gonsax).

Paulo Sena nasceu a 25 de Maio de 1967, em Vila Nova de Poiares, tendo publicado o seu primeiro livro “Senas da Vida” em 2016, já com quatro edições. Ao longo da sua vida foi artesão, atleta, treinador, director desportivo, operário fabril, locutor de rádio e empresário. Paulo Sena é ainda fundador e administrador do conhecido grupo: "Academia dos Poetas" no Facebook onde dá voz e apoio a novos poetas.

 paulo sena.png

 

gonsax.png

 

Paulo Manata Fixe mostra a sua pintura

 

 Entretanto, o pintor Paulo Manata Fixe mostra parte da sua obra, fazendo chegar ao fim a comemoração dos seus 10 anos de vida artística, que teve o seu início, em versão mais alargada, na Figueira da Foz.

arte pmf.jpg

paulo mf.jpg

 Paulo Manata Fixe é bancário, nasceu em Cantanhede a 5 de Abril de 1978,  também é poeta e, em data a marcar, estará presente para falar da sua pintura e apresentar um dos seus livros.

Este evento cultural, onde se junta a poesia e a pintura, é uma iniciativa conjunta da Acordai!, acção livre e democrática de cidadania e do bar-restaurante “Caldeirão do Chapeleiro”.

caldeirão.jpg

 

2 comentários

Comentar post