Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COMUNICAR E ENVOLVER

Uma oficina livre e global de comunicação, nas mais diversas áreas, gerida por António Veríssimo.

COMUNICAR E ENVOLVER

Uma oficina livre e global de comunicação, nas mais diversas áreas, gerida por António Veríssimo.

14.05.18

Deputados catalães elegem Quim Torra como novo presidente da região

antónio veríssimo

Quim Torra já foi eleito como novo presidente catalão, reporta a Associated Press.

O candidato à presidência do governo catalão tinha assegurado já esta segunda-feira, em Barcelona, que iria trabalhar para construir uma República independente caso fosse eleito. A confirmação da eleição por parte dos deputados favoráveis à independência chegou ao início desta tarde.

Foram meses de impasse os que se viveram entre as autoridades catalãs desde as eleições regionais de dezembro, que valeram uma maioria de independentistas no parlamento catalão.

Quim Torra foi hoje eleito em segunda votação por 66 votos dos dois grandes partidos independentistas, 'Juntos Pela Catalunha' (direita) e Esquerda Republicana da Catalunha (ERC, socialista), tendo votado contra 65 deputados regionais dos Cidadãos (liberais), Partido Socialista da Catalunha (associado ao PSOE), Partido Popular (PP, direita), 'En Comú-Podem' (extrema-esquerda).

A abstenção dos quatro deputados do pequeno partido independentista de extrema-esquerda 'Candidatrura de Unidade Popular' (CUP) foi essencial na eleição de Quim Torra, que assim conseguiu ganhar por maioria relativa, depois de ter falhado a primeira votação no sábado em que precisava da maioria absoluta dos 135 deputados regionais, como dá conta a agência Lusa.

Quim Torra, saliente-se, é figura próxima de Carles Puigdemont, ex-presidente regional que tem vivido no exílio desde que foi acusado pelas autoridades espanholas por secessão. 

Quim Torra, aliás, já admitiu a intenção de criar um "conselho de Estado no exílio" com Puigdemont, que caracteriza como o líder "legítimo". De Madrid, nomeadamente do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, já chegou o aviso de que poderá voltar a haver intervenção caso a Constituição de Espanha seja violada.

PEDRO FILIPE PINA

NOTICIAS AO MINUTO

LUSA

 

FOTO: REUTERS

CATAL.jpg