Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COMUNICAR E ENVOLVER - Oficina de comunicação livre e global

As notícias. os factos e as opiniões, nacionais e internacionais, nas mais diversas áreas, com gestão de António Veríssimo. Para se sentir sempre informado.

COMUNICAR E ENVOLVER - Oficina de comunicação livre e global

As notícias. os factos e as opiniões, nacionais e internacionais, nas mais diversas áreas, com gestão de António Veríssimo. Para se sentir sempre informado.

24/09/18

Proibido abater animais em canis municipais

Entrou este domingo em vigor uma lei que proíbe o abate de animais como forma de controlar a população.

Em declarações à agência Lusa, o Bastonário dos Médicos Veterinários, Jorge Cid, disse-se “preocupado e apreensivo” com a falta de ação dos municípios para se adaptarem à proibição de abate de animais.

“Vejo com alguma preocupação, apreensão e alguma tristeza que não haja nenhuma evolução nesta matéria e não se esteja a querer estudar o assunto de base, que é o que me parece que vai resolver o problema”, terá afirmado, acrescentando que só o combate ao abandono dos animais poderá resolver o problema do número de animais em canis e nas ruas.

“Parece-me que o caminho é precisamente o combate ao abandono e realmente criar condições para que as pessoas não abandonem os animais e estudar este problema a fundo, aí é que acho que devia incidir o esforço”, afirmou.

Vera Ramalho, presidente da Associação Nacional de Médicos Veterinários dos Municípios, terá, em conversa com o Público, antecipado a morte de animais nas ruas ao antever o esgotamento da capacidade dos centros de recolha.

Também de acordo com o Público, Ribau Esteves, da Associação Nacional de Municípios Portugueses, afirma que as verbas disponibilizadas pelo governo para as obras nos canis foram escassas: “Foi lançado um programa de dois milhões para o país todo. Só os três canis que vão ser construídos na região de Aveiro custarão 2,5 milhões”

A lei que aprovava medidas para a criação de uma rede de centros de recolha oficial de animais e proibia o animal de animais errantes como forma de controlar a população estabelecia um período transitório de dois anos, que terminou este domingo. Assim, a partir de agora é proibido abater animais em centros de recolha oficial por motivos de sobrepopulação.

ANIMAIS.png

 Fotografia: psychologytoday.com

ESQUERDA

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.